Você sabe o que é carga imediata?

Recessão gengival: causas e tratamentos
10/10/2019
Implantodontia na área estética
17/10/2019
Olha só esse caso aqui: estou falando sobre implantodontia.
Não existe solução para esse caso a não ser remover todos os dentes (muitos deles estão infeccionados) e confeccionar implantes com carga imediata. Porque carga imediata? Eu vou remover esses dentes. Por mais feios que eles estejam são os dentes e uma pessoa e ela utiliza esses dentes para sorrir. Como fazer para que essa pessoa não fique sem dentes? A carga imediata é uma técnica que resolve esse problema.
O que significa carga imediata?

Implantodontia é uma técnica, um tipo de tratamento, uma tecnologia que já tem mais de 50 anos do mundo. Na década de 60, o professor Brånemark desenvolveu parafusos de titânio que podem ser rosqueados no tecido ósseo.
Esses parafusos sofrem um processo de osseointegração, ou seja, o tecido ósseo vai se reparar e grudar na superfície deste implante, dando a ele a estabilidade necessária para que cirurgiões dentistas possam construir próteses que vão facilitar ou permitir que o paciente possa mastigar.
Estou falando mastigar de verdade, não estou falando de uma mastigação restrita. Hoje um paciente me perguntou o seguinte: “Posso morder uma maçã”? Eu respondi: pode morder o que você quiser, você tem a capacidade de mastigar com toda segurança de quando você tinha seus dentes naturais.
Esse processo de osseointegração leva um tempo para acontecer: o tecido ósseo não se repara imediatamente. Então você instala o implante, que é como se você estivesse colocando um parafuso na parede ou em uma madeira; ele vai ter estabilidade inicial ele vai ficar fixo ali. Só que diferente da madeira, diferente da parede, o implante precisa passar por um processo em que o tecido ósseo vai incorporar, vai grudar naquela superfície e vai osseointegrar.
Isso leva convencionalmente 90 dias. Existem implantes que modificam um pouquinho o reparo ósseo e fazem com que esse tecido ósseo seja mais rápido, mas eu não estou falando desses implantes. Eu estou falando de uma técnica em que mesmo sem você ter o osso ainda osseointegrado no implante, você já utiliza esse implante para fazer o carregamento.
O implante é um parafuso e o osso é um tecido duro. Então quando você instala esse implante, você tem a estabilidade inicial. Se você tiver uma boa estabilidade inicial, se você tiver uma boa distribuição desses implantes, que são pilares de sustentação para prótese, você pode confeccionar uma prótese com carga imediata.

Nesse caso, essa prótese que foi feita para paciente, estava pronta no dia seguinte. Nós extraímos todos os dentes dessa paciente: superiores e inferiores, fizemos quatro implantes inferiores, quatro implantes superiores e fizemos o processo de confecção da prótese, que foi entregue no dia seguinte.
Ela ficou apenas um dia sem os dentes e nesse dia, obviamente, ela foi direto daqui para casa e no outro dia veio receber a prótese definitiva finalizada e toda bonita.
Olha só a capacidade que esse tipo de prótese tem de entregar para o paciente um sorriso bonito. A prótese tipo protocolo, que eu vou falar muito mais sobre ela, é um tipo de prótese que a gente pode comparar como se fosse uma casa pré-fabricada. Então é assim: a “casa” dessa paciente, já não tinha mais como ser restaurada, já não tinha mais como reformar. Existem situações em que é possível reformar e existem situações em que é melhor você demolir a casa, preparar o terreno e trazer uma casa pré-fabricada.
O protocolo é isso, ele não é uma reforma. Se você comparar, você faz a demolição da casa, planifica o terreno e aí você instala os pilares e traz uma prótese que foi feita no processo industrial. Na verdade, estes dentes já estão prontos e essa prótese é realizada em um laboratório protético.
Em outras situações que eu ainda vou falar por aqui, nós fazemos a reabilitação oral, ou seja, reformamos os dentes antigos. Nessas reformas podem acontecer imprevistos, podem acontecer vários fatores diferentes durante o tratamento; essa reforma é mais cara, é mais trabalhosa do que você simplesmente limpar o terreno.
Nesse caso especificamente foi possível realizar o protocolo, os implantes com carga imediata, foi possível entregar para paciente o grande valor de sorrir e mastigar com segurança em apenas dois dias de tratamento.
E na área estética? Como vai ser um tratamento?

Essa paciente teve uma fratura da raiz e perdeu a coroa. Essa paciente, de forma alguma, pode ficar sem esse dente. Como é que nós vamos proceder, o que vamos fazer a partir de um problema como esse?
Nós vamos extrair essa raiz no mesmo dia, na mesma cirurgia e no mesmo procedimento e instalar um implante e fazer os enxertos que são necessários para manter essa arquitetura da gengiva. Sempre precisamos melhorar essa gengiva, porque senão ela vai retrair e perder o volume, então vamos fazer uma coroa provisória com carga imediata, tudo em um procedimento só que dura mais ou menos de 1h30 a duas horas. Então recapitulando: extração, colocação de implante, enxerto e colocação de uma coroa.
Se você procurou um dentista, ele diagnosticou que você tem uma fratura dentária, uma fratura da raiz que indica fazer o implante, não hesite, faça rapidamente esse implante. Isso porque se essa fratura infeccionar, vai causar severas perdas ósseas aqui na região e você pode ter uma sequela irreversível.
Em relação ás técnicas de realização de implante na área estética, procure sempre cirurgiões que já se habilitaram a realizar enxertos de tecido conjuntivo e enxerto de tecido ósseo para que você tenha um trabalho extremamente natural, para que você tenha a sua coroa sobre implante colocada aqui sem que ninguém perceba que isso aqui é um implante.
Essa é a coroa sobre implante: ela está sendo encaixada aqui nessa região da gengiva
Esse é o resultado:
Nós perdemos esse dente, mas existem técnicas que fazem com que façamos a instalação de um implante na região e fazem com que a gente mantenha esse desenho bonitinho aqui da gengiva.
Essa gengiva, se você trabalhar de forma errada e desorientada, vai causar a perda dessas estruturas, a perda dessa papila, que é a gengiva que fecha esse triangulozinho aqui, é isso é irreversível.
Um dentista que não tem o treinamento e o conhecimento adequado para realizar o implante na área estética não deveria fazer esse tipo de tratamento. Procure sempre entender se o seu dentista está apto a realizar enxertos, pois eles são necessários em 100% das situações. E mais: procure sempre pedir para o seu dentista para que ele te mostre casos de antes e depois, como eu estou fazendo aqui para você, expondo o meu trabalho, expondo o resultado dos tratamentos.
Olha o volume que se mantém na região: nós fizemos enxertos aqui para que a gente se mantivesse. Esse caso foi tratado em 60 dias: um caso em que nós fizemos a extração, colocação do implante com carga imediata, colocação dos enxertos e colocação de uma coroa provisória. Após 60 dias moldamos e fizemos a coroa definitiva. Agora a paciente pode usufruir de um dente preso no implante que é exatamente igual ao dente natural.
Se você tem interesse em saber se o seu caso se encaixa na técnica de carga imediata, entre em contato comigo, agende a sua consulta aqui na nossa clínica, faça uma avaliação e veja como a odontologia pode melhorar a sua situação atual.

Um grande abraço para você e nos vemos no próximo vídeo!
Heitor Cosenza
Heitor Cosenza
Dr. Heitor Bernardes Cosenza Cirurgião Dentista pela Faculdade de Odontologia de Bauru – USP, Especialista em Implantodontia pela Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas, Mestre em Implantodontia pela USC Bauru, Pós-graduado em Odontologia Estética pelo SENAC São Paulo e Coordenador da Especialização em Prótese Dentária da F1 Cursos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se para Novidades

Junte-se ao nosso mailing para manter-se atualizado sobre novos posts.

Você foi inscrito com sucesso!