O último manual de como escovar os dentes

Odontologia Rio Preto
30/12/2015
Protocolo – Carga Imediata
07/02/2016

Se todos soubessem fazer uma boa higiene bucal, todos os problemas estariam resolvidos.

Você sabia que é possível passar uma vida inteira sem ter problemas bucais?
Existem duas doenças que são as grandes causadoras de problemas: a cárie e a doença periodontal. Tanto uma quanto a outra são doenças causadas por bactérias, estes microorganismos se aderem a superfície dental e são capazes de produzir cavidades na coroa dentária, no caso da cárie, ou causar inflamação do tecido gengival e perda do tecido ósseo que suporta os dentes, no caso da doença periodontal.

A má notícia é que mesmo existindo programas de saúde pública durante décadas, a cárie e a doença periontal ainda são os maiores causadoras da perda dentária.
A boa notícia é que a adesão das bactérias é fraca, o que tornaria muito fácil remove-las diariamente se não fosse a complexa anatomia dos dentes. Os dentes são órgãos ricos em detalhes, o que torna difícil o acesso do fio dental e da escova.

Este é um manual que irá mostrar passo a passo como acessar as regiões escondidas, além de dar dicas importantes sobre a dieta e o uso dos enxaguatórios bucais. A maior parte da população ainda não está totalmente conscientizada da importância da higiene bucal e, por isto, os problemas ainda acontecem muito.

Para ficar livre dos problemas bucais, basta seguir o passo-a-passo simplificado e, se tiver dúvidas, comente, pergunte, sinta-se livre para interagir conosco.
O que fazer? Tirar a bactéria aderida, que é fácil de ser removida pois a adesão não é forte, mas o problema está na anatomia do dente, que possui áreas de difícil acesso.

Os componentes básicos para uma boa higienização são o fio dental e escova de dente. Nada substitui estes dois instrumentos, não existe nenhum produto químico que seja capaz de remover a colônia de bactérias depois que ela se formou.

Por onde começar?

O início da higienização é feita com o fio dental, podendo ele ser de qualquer marca e qualquer modelo.

Como utilizá-lo? O fio dental serve para limpar superfícies interproximais, que são aquelas entre um dente e outro, onde é impossível o acesso da escova de dente.
_MG_9709ed.jpg

_MG_9710.jpg

O fio dental entra, vence o ponto de contato.

_MG_9711 copiar.jpg

Raspa até ficar entre o dente e a gengiva e volta, e raspa na outra superfície.

Todas as superfícies interproximais são limpas apenas com uma passada do fio dental em cada superfície.

_MG_9712.jpg

É importante passar o fio dental inclusive na superfície do último dente, mesmo sendo um dente que não tem contato com o outro.

Escova de dente

Após realizar a higienização com o fio dental, é necessário complementá-la com a escova de dente, que deve possuir cerdas alinhadas, retas e macias, realizando movimentos circulares.

_MG_9957.jpg

Os movimentos circulares fazem com que a escova entre em contato com toda a fase vestibular dos dentes, que é a face externa.

_MG_9958.jpg

Em movimentos de vai e vem a superfície oclusal, que é a face mastigatória, é higienizada. Ao reparar na superfície oclusal é possível notar uma anatomia extremamente detalhada com fissuras e sulcos presentes em toda área. É fundamental remover os alimentos, principalmente açúcares, desta região porque é nas fissuras e nos sulcos que se formam as primeiras cáries.

_MG_9959.jpg

Ainda com movimentos de vai e vem, a superfície lingual é higienizada.

_MG_9956.jpg

É muito importante sentir a escova massagear o tecido gengival, pois existe grande adesão de bactérias na região da gengiva. Ao contrário do que popularmente se acredita, a higiene da região gengival é feita com movimentos circulares e não raspando a escova da gengiva para o dente.

Não são recomendadas escovas com cerdas de borracha, oblíquas ou cerdas em tamanhos diferentes, pois podem machucar a gengiva e também não higienizar o necessário. Apesar de, nas propagandas, as escovas mostrarem que estão higienizando as regiões interproximais, na prática elas não substituem o fio dental porque não são capazes de acessar as regiões interproximais.

 A Influência do Tabagismo e da Diabete na Saúde Bucal

A influência do tabagismo quanto da diabete não são fatores que determinam a doença periodontal, porém podem intensifica-lá. A determinante dessa doença é a presença de microorganismos, principalmente nos espaços interproximais, portanto é necessário fazer o uso do fio dental diariamente.

Ambas as doenças são causadas pelo acúmulo de bactérias, que se aderem apenas na superfície dentária, mesmo sendo específico para causar a doença periodontal, por exemplo. Portanto a higiene deve ser feita na superfície do dente, a qual é dura, sendo necessário uma boa higienização nessa superfície.

dentes perio 01.jpg

Evolução dos dentes com doença periodontal com perda óssea causada pelo acumulo de bactérias nos dentes.

IMG_9211.jpg

Mancha de alcatrão causada pelo tabagismo, não danifica a superfície do dente, o que existe são pessoas relaxadas em relação a higiene, causando problemas, como por exemplo, a doença periodontal.

Qual pasta de dente usar?

A pasta de dente não é a responsável pela remoção das bactérias, o que faz a diferença é o atrito mecânico da escova, portanto não existe uma pasta de dente específica que possa ser recomendada.

O que não são recomendados, são alguns componentes químicos que algumas marcas de pasta de dente possuem, que são o triclosan, abrasivos (pastas branqueadoras) para uso diário e por longo período de tempo.

Como manter uma Boca Saudável

Uma boca saudável e bem higienizada não apresentará sangramento do tecido gengival, se houver sangramento ao passar fio dental e escovação do dente, sua gengiva está inflamada e a higienização naquele ponto deve ser melhorada.

Uma boa higiene deixará os dentes lisos, ao passar a língua na superfície de todos os dentes após de higienizar é uma forma eficiente de verificar se os dentes estão limpos.

Heitor Cosenza
Heitor Cosenza
Dr. Heitor Bernardes Cosenza Cirurgião Dentista pela Faculdade de Odontologia de Bauru – USP, Especialista em Implantodontia pela Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas, Mestre em Implantodontia pela USC Bauru, Pós-graduado em Odontologia Estética pelo SENAC São Paulo e Coordenador da Especialização em Prótese Dentária da F1 Cursos.

3 Comentários

  1. […] O último manual de como escovar os dentes […]

  2. augusto disse:

    Oi amigo, parabéns pelo site, muito bem estruturado seu conteudo.Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se para Novidades

Junte-se ao nosso mailing para manter-se atualizado sobre novos posts.

Você foi inscrito com sucesso!